mg_6819

Recebaaaaaaa…

Antes de começar, gostaria de enfatizar que conheço toda problemática por trás dos concursos de beleza que sempre são apontados pelas minhas amigas feministas brancas. Mais uma vez precisamos enfatizar que há um importante recorte racial a ser feito: os concursos de beleza existem, os contos de fada existem e as mulheres negras sempre foram excluídas de todos esses rolês socialmente importantes para construção da nossa auto-estima. Quando nossa presença for naturalizada nesses contextos a gente descontrói, pode deixar.
Mas a verdade é que representatividade importa SIM e uma Miss Brasil negra após 30 anos de muita pele clara reinando por essa terra de maioria negra nos diz muita coisa.
Raíssa disse que era o patinho feio da época da escola. Eu também era. Muitas das mulheres negras maravilhosas que conheço também foram. Se você foi uma das únicas negras da sua escola é bem provável que você também tenha sido.
Raíssa hoje é Miss Brasil e a gente… A gente tem certeza que é linda e que, afinal o problema nunca foi conosco.
É um passo importante, mas ainda há muito a ser feito, pelo respeito a nossa estética e pela representatividade, afinal eu quero negras crespas, retintas, de nariz largo, gordas, tendo sua beleza reconhecidas e aclamadas também.
VAI REINAR RAÍSSA SUA MARAVILHOSA… e representa todas nós!

Mil beijos

Xan

Você pode gostar destes

Deixe um Comentário

Seu email não será publicado. Required fields are marked *